Close

26/01/2021

Táxi dog: vale a pena oferecer este serviço?

Táxi dog é um dos muitos serviços que o petshop pode oferecer aos seus clientes. Mas antes de oferecer este serviço você precisa analisar os prós e contras.

TER OU NÃO TER O SERVIÇO DE TÁXI DOG?

O mercado pet hoje é gigante e possui diversas oportunidades para quem quer empreender. Um dos serviços que vem ganhando destaque é o táxi dog, um tipo de transporte especializado para pets.

Atualmente, tanto profissionais autônomos quanto petshops estão oferecendo esse serviço que representa mais comodidade tanto para os donos quanto para os animais. Para saber mais se vale a pena investir nesse serviço vem comigo!

VEJA QUAIS SÃO AS VANTAGENS E AS DESVANTAGENS DO TÁXI DOG.

VANTAGENS DO TÁXI DOG
  • Fidelizar clientes;
  • Demonstra que seu negócio está sempre inovando;
  • Mostra que você se preocupa com a segurança e bem-estar no transporte de animais;
  • Conquistar a confiança do consumidor;
  • Facilita a rotina do petshop;
  • Mais vendas de serviços;
  • Reforça o relacionamento com o cliente.
DESVANTAGENS DO TÁXI DOG

As desvantagens do Táxi Dog são muito relativas. De maneira geral, é preciso encontrar um motorista que tenha muita paciência e goste muito de animais. Isso porque pode acontecer do animal fazer fezes ou urinar dentro do carro, então, o motorista precisa estar preparado para esse tipo de situação e não se importar com isso.

Também é necessário que o motorista saiba as principais técnicas de direção defensiva para assim, não realizar paradas bruscas ou curva em alta velocidade para não assustar o animal e causar acidentes.

Contudo, outro ponto a ser considerado: normalmente, nos petshops existe a venda de produtos (o que gera uma receita considerável ao final do mês). Assim, se o dono do animal não vai até à loja para buscá-lo, muitas vezes, não toma conhecimento sobre as novidades e não investe em novos acessórios.

Nesse caso, é preciso encontrar alternativas de divulgação para que os donos dos animais conheçam e invistam nos produtos, como: loja on-line, campanhas de WhatsApp e anúncios em redes sociais.

Sobre o veículo:

Táxi dog: Oferecer ou não oferecer, eis a questão.

Além disso, é importante investir em um veículo adequado. Para transportar animais de diferentes portes, o ideal é ter um veículo espaçoso do tipo furgão. Modelos de carros como por exemplo, o Doblô, Pálio Weekend, Renault Sandero e Peugeot Boxer Furgão são ideais.

Para prestar serviços de táxi dog também é essencial que no carro tenha uma identificação deixando claro que o veículo é utilizado para transportar animais. Essa é uma exigência do Conselho Nacional de Medicina Veterinária (Resolução 3086, de 30 de setembro de 2016).

Além disso, é fundamental contar com uma estrutura de caixas transportadoras, cinto de segurança e uma grade mantenha o motorista separado do animal.

Portas elétricas e ar-condicionado são diferenciais que promovem mais conforto e segurança durante o transporte.

Portanto caso você opte por prestar o serviço de forma autônoma, ter um celular com WhatsApp e uma maquininha de cartão facilitam o acesso de clientes e o pagamento.

APRENDA A FAZER TODOS OS CÁLCULOS NECESSÁRIOS

Antes que voce começe a investir no Táxi Dog para o seu negócio é fundamental colocar no papel todos os gastos para conferir se é a melhor alternativa. Primeiramente, responda as seguintes perguntas:

  • O Táxi Dog é uma necessidade do meu público?
  • Estou perdendo serviço em virtude do transporte dos animais?
  • A gestão financeira da minha empresa está saudável?
  • Tenho o valor do investimento?
  • Conheço um motorista responsável que possa ajudar?
  • Vou contratar um funcionário ou vou terceirizar o serviço?
  • Quais são os custos da contratação do funcionário?
  • Quais são os custos para terceirizar o serviço?
  • Qual será o retorno sobre o investimento (ROI)?
  • Qual será o valor do serviço oferecido?
  • Quantas viagens o Táxi Dog terá que fazer para dar lucros?

Depois disso, basta colocar na ponta do lápis todos os custos que você terá, sabendo quanto poderá cobrar pelo serviço. Por fim, basta avaliar se ele dará um retorno para o negócio ou se trará prejuízos.

Fontes: My Pet Brasil, Talk Pet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *